Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 617
Sábado, 31 Agosto 2013 18:40

Acolha-me...

Avalie este item
(2 votos)

Acolha-me.

Deixe que deite em seu colo  e tenha sonhos de criança.

Permita-me ter medo e confessá-lo.

Deixa que eu solte meu ser por campos,

onde seja possível andar sem jogos,

sem temores e mentiras.

Visto 1829 vezes

1 Comentário

  • Link do comentário VERA MARLI CATALANE PEREIRA Domingo, 01 Setembro 2013 15:20 postado por VERA MARLI CATALANE PEREIRA

    Uma pessoa faz um pedido para um "alguém". Ela diz
    "Acolha-me..." Não sabemos se é um alguém amado /
    por ela, um amigo,um desconhecido ou até um ser /
    imaginário. Não importa! O fundo musical foi muito
    bem escolhido, causando até um certo frenesi. As fra-
    ses do texto, cautelosamente, vão chegando e, assim,
    vamos entendendo o quanto esta pessoa está carente.
    Suplica um colo, um olhar, um carinho, um sussurro, um abraço...É um ser descrente da vida, com seus medos. Busca uma razão para ainda esta vivo. Duran-.
    te o texto, flores aparecem e, dentro de uma barra bri-
    lhante, vemos pontinhos cintilantes, como se fossem /
    o pulsar de notas musicais. O texto é complexo, abran-
    ge um conjunto de sentimentos recalcados. Mas, tenho
    a certeza, a súplica está sendo atendida. Ela consegue
    vencer todos estes anseios, calorosamente ajudada, /
    protegida e amada por este alguém. Agora, o seu pen-
    sar é outro. Sabe que Deus sempre esteve lá, com ela.
    Sabe ,também, que este "alguém tão especial" devol-
    veu a ela o sentido da vida, atendendo ao significativo
    pedido: "Acolha-me....".
    O acolha-me vai terminando mas, num cantinho do /
    meu coração, ficará ainda por muito tempo a suave
    melodia escolhida.

    Relatar
Faça seu login ou cadastro acima para comentar